DETROIT
País:
EUA
Ano:
2017
Categoria:
Crime, Destaque, Drama, Exibição, Histórico
Estreia:
14/09/2017
Duração:
2 h 23 m
Argumento:
Mark Boal
Realização:
Kathryn Bigelow
Elenco:
John Boyega, Anthony Mackie, Algee Smith
Idioma:
Inglês

A única realizadora com um Óscar junta-se novamente a Mark Boal, para filmar a tensão racial por trás de um dos mais sangrentos motins da história dos EUA.

Kathryn Bigelow volta a fazer dupla com o argumentista com quem venceu o Óscar pela realização de Estado de Guerra – o único dado a uma mulher em toda a história de 89 anos dos prémios da Academia – no seu novo projecto: um filme sobre um crime real com a cidade de Detroit como pano de fundo na década de 1960.

O filme Detroit explora o racismo e acompanha os cinco dias do devastador motim violento que tomou conta da cidade americana. No total, 43 pessoas faleceram, mais de 340 ficaram feridos e 7 mil edifícios foram danificados.

Bigelow e Mark Boal trabalharam juntos em Estado de Guerra e 00:30 A Hora Negra e DETROIT, conta com argumento original de Boal – que também recebeu o óscar de Melhor Argumento Original por Estado de Guerra, um dos seis que o filme arrematou na cerimónia de 2010.

Passado no Verão de 1967, durante os motins que abalaram a cidade de Detroit.

O tumulto social, também conhecido como o 12th Street Riot, decorreu durante cinco dias na cidade conhecida pela importante presença de fábricas automóveis, mas que é também palco de tensões raciais e problemas de exclusão da população afro-americana. Uma rusga policial a um bar clandestino nessa rua, nas instalações de uma associação cívica, acabou por desencadear uma luta com as dezenas de afro-americanos que estavam reunidos no seu interior. A sua detenção foi feita sob o olhar de dezenas de transeuntes que se começaram a reunir na rua, e começaram os actos violentos entre polícia e manifestantes, bem como pilhagens. O incidente transformar-se-ia num motim de grande gravidade – um dos mais sangrentos da história dos EUA, agravado pela intervenção da Guarda Civil e do Exército e resultando num banho de sangue com 43 mortes e mais de mil feridos e de dois mil edifícios afectados ou mesmo destruídos.

Sessões

12H30 | 15H00 | 18H40 | 21H30

 

Comments are closed.